quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Violência doméstica

Estava agora no Facebook que criei sobre o blog, e tenho lá uma imagem que o Daniiel Sousa comentou , sobre violência doméstica e fez-me pensar como é que ainda hoje existem pessoas capazes de fazer esta crueldade de bater ou mesmo ofender quem dizem que amam! Isto é amar? Como podem ter coragem de todos os dias passarem na rua sem taparem a cara ? Deviam ter vergonha de magoar tanto os outros, o que ainda é mais triste é a pessoa que é maltratada dizer: " Ele/Ela fez isto porque me ama , eu merecia " ás vezes vejo pessoas a orgulharem-se de sofrerem violência doméstica e a dizer com um sorriso na cara  " Eu sofro ou já sofri violência doméstica".
Que vida é esta que estas pessoas levam, o primeiro homem ou mulher que me batesse nunca mais sabia nada de mim e não se livrava de eu fazer de tudo para o por atrás das grades. 
Que justiça temos? Só quando um homem ou um mulher é esfaqueada ou morta pelo companheiro é que podem fazer alguma coisa? E as pessoas que vêem familiares, amigos ou vizinhos a serem agredidos todos os dias dizem: " Eu via , mas entre marido e mulher não se mete a colher!".Estamos onde ? em que século ?

6 comentários:

Adriana disse...

concordo plenamente! e conheço muitos casos de jovens casais, onde na maior parte das vezes o rapaz maltrata a namorada, e ela nem se importava, voltava sempre para ele...e eu uma vez perguntei "mas que tens tu na cabeça que te faz voltar para um canalha destes?" e ela "ah..eu sei que ele não faz por mal...ele gosta muito de mim e eu dele..por isso". enfim, eu bem tentei por-lhe juízo, mas não entendo como alguém permite este tipo de situações.

Amante Japonesa disse...

Que orgulho mesmoo (:

Princess of China disse...

Sigo-te!
Quanto ao post concordo e questiono-me imensas vezes o que leva as 'pessoas' a cometerem esse acto.
Sou contra a violência quer entre humanos como a animais!

DaniielSousa disse...

Eu sou contra qualquer tipo de violência...

Mas a verdade é que... eu não diria que existe mais casos agora que antigamente, porque antes as pessoas tinham medo de denunciar e sofriam em silencio. Hoje em dia só sofrem quem 'quer', sei que ninguém quer, mas a mentalidade é outra.

Eu falo por experiência, infelizmente. Quem sofre mais é as crianças que assistem e tentar impedir que isso aconteça, mas a verdade é que não dá para impedir, e eu tentei.
A minha mãe separou-se do meu pai, quando tinha 10 anos, e desde que nasci, até isso acontecer, eu e a minha irmã mais nova dois anos, momentos bons e muito maus.
A minha mãe separou-se porque já não aguentava, porque já estava e porque nasceu o meu irmão mais novo.
E a causa de o meu pai praticar esses actos, foi as bruxas das irmãs dele, que só metiam veneno, e ele acreditava nelas.

Eu fui pai solteiro aos 18 anos, e decidi criar o meu herdeiro sozinho, já que a mãe dele, não quer saber dele.
A minha mãe criticou-me, e o meu pai abriu-me as portas da casa dele, e eu já estou em Coimbra há 6anos.
Foi aí que o perdoei... mas a magoa e as cicatrizes ficam, e eu não consigo confiar numa pessoa a 100% e o medo reside no meu coração....

... não é fácil... mas há que não ter medo de ser feliz, porque ninguém merece que nos pisam, todos temos defeitos, e todos merecem alguém que goste de nos como somos!

DaniielSousa disse...

Obrigado pelas palavras :')


Eu já passei por tanto.. nossa...
Há sempre que dar a volta por cima, não foi fácil, não é fácil.. mas devagar, lá dou!

Como tens um caso na familia que sofreu, eu sei que compreendes o quanto é mau viver nesse ambiente, e as pessoas jamais são as mesmas =/

A tua mãe e o teu pai estão separados??

Joana disse...

concordo contigo em tudo! homem a mim não me irá bater nunca na vida!! mas que abuso !
nem eu nunca na vida irei maltratar a pessoa que digo que amo!
enfim... tão evoluidos numas coisas e noutras... deixa a desejar.